Hospital particular de Paranaguá e Prefeitura apresentam dados que mostram redução, inclusive, no internamento de pacientes
reprodução

O número de atendimentos de pacientes pelo novo coronavírus, assim como a procura de leitos, está reduzindo em Paranaguá. Um levantamento feito no Hospital de Campanha da Prefeitura e no Hospital Paranaguá mostra que o desaceleramento acontece desde o último dia 23. 

Na análise do diretor do Hospital Paranaguá, a doença apresenta uma própria curva e que o município está tomando medidas que proporcionam uma mudança de cenário. “Deliberações governamentais com a expedição de decretos, distanciamento social, e até mesmo, o aumento da percepção e responsabilidade da população são alguns dos fatores favoráveis. Além disso, a dispensação da ivermectina, realizada pelo Poder Público Municipal também pode estar contribuindo para a desaceleração”, afirma o Dr. José Antônio Martins. 

De acordo com a Secretaria de Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap), desde o início da dispensação do ivermectina à população, no dia 17 de julho, mais de 44 mil pessoas já retiraram o medicamento. Ao todo, mais de 659 mil comprimidos já foram entregues. 

Taxa de ocupação de leitos no Hospital Paranaguá diminuí 50%; Hospital de Campanha também reduz número de internamento para 61%

Dados estatísticos apresentados pelo Hospital Paranaguá mostram que a curva no atendimento de fluxo rápido (Covid

-19) reduziu em 30%. Além disso, o número de internamento de pacientes caiu pela metade, atingindo 50%. A UTI, que antes estava lotada, hoje, contam apenas com 2 pacientes. 

No Centro de Referência Comunitária — Hospital de Campanha — da Prefeitura de Paranaguá, os números também reduziram. Os pacientes em observação, que permanecem sob supervisão médica por até 12h, reduziu para 72%, assim como os pacientes internados para 61%. 

Para a secretária de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro, as ações de prevenção tanto da Prefeitura quanto da população estão surtindo efeito. “O número de pessoas recuperadas é outra notícia boa. Hoje, 1.810 cidadãos já superaram a Covid-19 no município, de acordo com último boletim. Nossa equipe está trabalhando em ações de prevenção junto à população que tem seguido as orientações”, avalia.

No início do último mês, no dia 1 de julho, o número de casos recuperados no município era apenas 71. No dia 27 de julho saltou de 743 para 1.369. Porém, o Dr. José Antônio Martins alerta que os cuidados não devem ser relaxados. 

“Cada novo mês uma nova fase da pandemia e riscos de novas infecções. Por isso, não podemos baixar a guarda. Os pacientes têm utilizado a ivermectina como proposta de combate, e pelos dados, está funcionando”, relata.






Deixe o seu comentário