A Associação dos Municípios litorâneos ganhou na Justiça Federal o direito de manter barreiras como forma de conter o avanço da transmissão da Covid-19

A Associação dos Municípios do Litoral do Paraná (Amlipa) ganhou, junto à Justiça Federal, o direito de manter implantadas barreiras sanitárias com o objetivo de reduzir os riscos de contaminação da Covid-19.

As barreiras sanitárias serão instaladas em três pontos. Em Paranaguá, a barreira ficará na BR 277, entre os quilômetros 11 e 12. Em Pontal do Paraná, a barreira será instalada na PR 407, no km 16 e em Guaratuba, os motoristas vão se deparar com a barreira na PR 412, próximo à Polícia Rodoviária e outra no km 39, em frente à Escola Municipal Iraci Miranda Kruger.

De acordo com o documento expedido pela Justiça Federal, as barreiras sanitárias será realizadas pelos municípios enquanto durarem os decretos de lockdown, durante os finais de semana (sexta-feira, sábado e domingo) e feriados.

“O objetivo e reduzir o volume de pessoas nas cidades litorâneas. O momento não é de passeio ou turismo e é preciso que as pessoas entendam que a atitude só está sendo tomada por causa da falta de leitos e do avanço da Covid-19 no país”, destacou o prefeito de Paranaguá e presidente da Amlipa, Marcelo Roque.

SECOM



Publicidade

Deixe o seu comentário