Publicado 13/08/2019

Cyro Jocelim Matoso

Falar de Cyro Jocelim Matoso é falar de cinema - principalmente - filmes em super oito contando as histórias de Paranaguá de outrora, das artes plásticas e das histórias em quadrinhos, que Cyro relembrava com muita galhardia nas suas intervenções quando era convidado pela imprensa a dar uma entrevista.

Cyro Matoso veio do interior de São Paulo - Eldorado Paulista - pequeno ainda com seus pais para aqui morar e trabalhar. Logo se dedicou as artes e pintou muitos quadros com paisagens da cidade, que ele considerava como a sua cidade, embora não tenha nascido aqui.

Logo despertou seu interesse por filmes em super oito contando histórias da cidade que ele lia e relia e via com os antigos como tudo aconteceu. Daí a passar por um filme, era uma tranquilidade.

Aqui ele casou e constituiu família.

Logo participante ativo dos Carnavais de Paranaguá, adotou um King Kong para desfilar e mostrar a sua maestria nos anos 70 e 80 na cidade. Isso para ele era uma festa e uma enorme alegria.

Cyro nos deixou na manhã desta segunda feira, dia 12 de agosto de 2019 aos 84 anos.



Edson Toledo é colunista no portal Nosso Paraná. Foi gerente da Litoral Sul FM,  e escreveu em diversos jornais locais. Membro do Centro de Letras  Leôncio Correia de Paranaguá e do IHGP. 

reprodução





Deixe o seu comentário