No dia 15, equipes estarão em unidades de saúde e pontos estratégicos fornecendo a vacina das 8h às 17h

A Campanha de Vacinação contra o Sarampo iniciou no dia 10 de fevereiro e prossegue até 13 de março. O Dia D de vacinação será realizado neste sábado, 15 quando as equipes vacinarão o público-alvo preconizado pelo Ministério da Saúde, das 8h às 17h.

Esta etapa sequência a outras duas mobilizações realizadas em 2019, que tiveram como público-alvo crianças acima dos seis meses a menores de cinco anos no mês de outubro e em adultos dos 20 aos 29 anos em novembro. Desta vez, a vacinação foi estendida para pessoas de até 59 anos.

Nos grupos com faixa etária de cinco a 19 anos e de 30 a 59 anos, a vacinação será de acordo com o histórico vacinal. Já pessoas com 20 a 29 anos, a aplicação da vacina ocorrerá independente do histórico vacinal. “Infelizmente a procura ainda está baixa. No sábado abriremos algumas unidades de saúde e faremos aplicação da vacina em pontos estratégicos como supermercados, por exemplo, que são locais de grande circulação para atingir o maior número de pessoas possível”, informa a secretária de Saúde Lígia Regina de Campos Cordeiro.

A secretária lembra que a meta no Paraná é atingir ao menos 95% do público-alvo, pois temos uma grande preocupação em razão da grande quantidade de casos no Paraná. “Foram mais de 830 casos da doença no Estado e a projeção até o final do ano é que possa ter mais de cinco mil casos de sarampo. Ressaltamos que a doença pode evoluir para quadros mais agravantes gerando sequelas ou mesmo o óbito. Por isso, enfatizamos a necessidade de tomar a vacina, única forma de prevenir a doença”, destaca.

Confira os locais de vacinação neste sábado, 15, Dia D:

Unidade de Saúde no Leblon;

Unidade de Saúde de Alexandra;

Unidade de Saúde no Jardim Iguaçu;

Supermercado Bavaresco próximo a Roque Vernalha;

Supermercado Bavaresco no Jardim Samambaia;

Hipercondor;

Supermercado Bavaresco Mais;

Supermercado Mufatto.

Unidade de Saúde Emir Roth na Ilha dos Valadares caso chova e se não houver chuva, a equipe permanecerá na Praça Ciro Abalém

CASOS

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado em 6 de fevereiro pela Secretaria de Estado da Saúde, Paranaguá registrou em 2019, dois casos de sarampo, ambos importados. Em 2020 foram confirmamos três casos importados e um autóctone, ou seja, contraído no próprio município. Ao todo, em 2019 e 2020, são seis casos confirmados em Paranaguá.

A DOENÇA

O sarampo é uma infecção viral, aguda, altamente contagiosa, transmitida por via aérea, por meio da fala, espirro, tosse e respiração. Pode acometer todas as faixas etárias suscetíveis, tendo maior gravidade nos extremos de idade. O vírus do sarampo pode levar a complicações como, encefalite, meningite e pneumonia.

SINTOMAS

Os sintomas mais comuns são: febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer. Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes devem permanecer em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.

SECOM




Deixe o seu comentário